Telefone MapaComo Chegar Menu

AcquaBrasilis

Contratos BOO e BOT


Contratos BOO e BOT

Os grandes empreendimentos, como shopping centers e indústrias, beneficiam-se de dois novos formatos contratuais para criação de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) para reúso da água com fins não potáveis. A AcquaBrasilis pratica com seu clientes contratos do tipo BOT – Build, Operating and Transfer, em que o investimento no desenvolvimento do projeto, instalação e operação da ETE é da AcquaBrasilis, remunerada pela venda da água tratada ao cliente, por metro cúbico/dia, pelo prazo contratual. Ao final do contrato, a estação é transferida para o empreendimento. Já na modalidade BOO – Build, Operating and Own -, muda apenas a propriedade final da ETE que, no caso, é desmontada e removida pela AcquaBrasilis. Os contratos valem também para tecnologias de aproveitamento da água de chuva; de água cinza; e poço profundo.

Alguns cases ilustram esses tipos de contratos

Em Manaus, capital que figura entre os 20 municípios brasileiros com o pior índice de saneamento básico, quatro de seus principais shopping centers contrataram os serviços da empresa, em menos de dois anos. O primeiro foi o Manauara, da Sonai, que teve sua ETE readequada pela AcquaBrasilis para atender os padrões de qualidade de descarte de efluentes, de acordo com as exigências do órgão ambiental do Estado. Utiliza tecnologia de lodo ativado e tem vazão máxima de 400 m³. No shopping Ponta Negra, da JHSF, a empresa instalou estação com rotores e vazão de 300 m³.

O shopping Village Mall, no Rio de Janeiro, em 2012, assinou com a AcquaBrasilis contrato BOT referente a projeto e fornecimento de Sistema de Tratamento de Águas Cinzas (gray water) e Sistema de Aproveitamento de Águas Pluviais (Drenagem), para uso em fins não potáveis. A água tratada é utilizada em irrigação de áreas verdes, limpeza de áreas comuns e descarga em vasos sanitários.